A pegada digital de uma portuguesa de 30 anos

Apenas 300 “likes” (bastam) para prever melhor a personalidade da pessoa do que o próprio cônjuge

AVISO: caso queiras ter uma vida mais descansada, encerra já esta página!

Um artigo da RR relata as rotinas de uma pessoa de 35 anos ao interagir com as novas tecnologias de informação e comunicação (TIC: computadores pessoais, telemóveis e Internet) e a informação que as empresas armazenam sobre a sua personalidade.

Esses dados armazenados, são muito importantes?
Para que propósito são utilizados?

Essa informação é depois utilizada em benefício dessas empresas?
Seremos mesmo manipulados enquanto utilizamos as TIC?

Ler o artigo em especiais.rr.pt/pegada-digital/pedi-os-meus-dados-a-70-empresas

Partilha este artigo e ajuda os teus contactos

Responder

O seu endereço de email não será publicado.